26/04/10

Noite de luar


Luar branco da noite
Que percorre meu corpo
No breu do meu quarto
Que preenche meus caminhos
Com beijos humedecidos
De sua boca suculenta

Luar branco da noite
Que se banha na minha substância
Delicioso candor roçando meu corpo
Sem braços para me enlaçar
Acalenta minha alma
Faz meu sangue ferver

Luar branco da noite
Dança só para mim
Abrindo corpos unidos
Entrega fatal numa valsa sensual
Desamarra teus cabelos
Liberta teu corpo alvo
Conquista-me com teus vagidos




Maria Escritos
© Todos os direitos reservados

Sem comentários:

Enviar um comentário