19/10/09

Deitados ao luar


Deitados na areia
À luz do luar
Dois corpos se amaram
Salgados pelo mar

Entre beijos e carícias
Abraçados pelo mar
Toda a noite ali ficaram
Com vontade de se amar

A vontade era louca
O desejo uma constante
Pulsando com exultação
Numa explosão vibrante

O mar os acolheu
Entre gemidos e sussurros
Num chocar de corpos
Suados, exaustos e desnudos

Maria Escritos

1 comentário: