28/10/09

A cigarra e a formiga



Diz uma história antiga
Que uma cigarra cantava
Cri, cri, cri, fazia ela
E toda a noite assim ficava

Uma formiga a escutou
E com ela quis ir ter
Porque se a cigarra assim cantava
Alguma coisa devia querer

Meteu pés ao caminho
Por entre ervas e florinhas
E quando ao pé da cigarra chegou
Ficaram as duas caladinhas

Olharam-se bem de frente
Mirando-se, admiradas
Até que a cigarra perguntou
- Que te traz estas bandas?

A formiga respondeu:
- Foi o teu belo cantar
Que para aqui me atraiu
E fico contente por te encontrar

E diz-me :
Porque cantas toda a noite
Repetindo a mesma canção?
- É porque me sinto sozinha
E cantar afasta a solidão.

Não fiques assim, disse-lhe a formiga
Pois teu canto me enfeitiçou
Minhas pernas a ti me trouxeram
E aqui minha amizade te dou

Então deram um abraço apertado
E riram muito e baixinho
Agora cantam as duas
Toda a noite no mesmo buraquinho

E assim surgiu a historia
Da cigarra e da formiga
Que se encontram para cantar
Todos os dias á noitinha



Maria Escritos

2 comentários:

  1. Muito bonita esta história para crianças. Um poema muito amoroso e com bastante alegria. Beijos

    ResponderEliminar