18/09/09

Procura-me



Procura-me
Por entre o aroma do leito de rosas
Onde me fiz tua
Sôfrega de sede desse teu bem-querer

Procura-me
Por entre a luz pálida da lua
Que acolheu nossos gemidos
Nas noites refulgentes de paixão

Procura-me
Gravada nas conchas dispersas na areia
Entoando melodiosos suspiros
Largados nas ondas do mar

Procura-me
Por entre as sombras da saudade
Arrebatando-me em teus braços
Esculpindo o meu amor

Encontra-me
Por entre o pulsar da memória
Crepitando um sem fim de tonalidades
Dentro do meu coração


Maria Escritos

2 comentários:

  1. Mais um excelente poema de amor onde expressas de uma forma simples e bela um sentimento profundo e cheio de magia. Muitos parabéns. Beijos doces e ternos

    ResponderEliminar