07/08/09

Versos rasgados




Foram cardos, foram prosas
Foram versos despidos
No texto da poesia
Foram flechas, foram lanças
Foram espinhos desaforados
Na doce melodia

Foram sombras, foram sonhos
Foram ilusões redobradas
Nas páginas do dia-a-dia
Foram cardos, foram prosas
Foram flechas e lanças
Foram sombras e espinhos
Nos versos rasgados
De toda a poesia.


Maria Escritos

Sem comentários:

Enviar um comentário