27/11/09

Toca-me


Toca-me!
Toca meu corpo,
Instrumento que espera
Pelo suave toque dos teus acordes

Toca-me!
Toca meu corpo,
Violino teu no timbre exacto
Suspirando notas em perfeita harmonia

Toca-me!
Toca meu corpo,
Conduz teu corpo sobre o meu
Que vibra à espera do primeiro tom

Toca-me!
Toca meu corpo,
Arranca de mim as mais belas notas
Para entoar segregadas aos teus ouvidos

Toca-me!
Toca meu corpo,
E cala a minha boca com um beijo teu
Acolhe meu corpo que tua boca recebeu

Maria Escritos
Todos os Direitos Reservados

1 comentário:

  1. Deixa a minha pele deslizar sobre a tua em movimentos ritmados como se de uma dança tratar-se.

    Deixa o teu calor fazer vibrar a minha pele enquanto saboreio o teu sabor por entre beijos e carícias.

    Junta a tua alma à minha para que numa entrega sem limites elas se tornem numa só.

    Beijos doces amor.
    Lindo poema o teu.
    Adorei

    ResponderEliminar